sábado, 26 de março de 2011

Sonambulismo

Acorde pela manhã e lave seu rosto,
mas sem deixar descer pelo ralo seus sonhos.
Vista-se com entusiasmo, faça de suas roupas
escudo. Companhia.
Ao calçar seus sapatos sentado na beirada da cama,
aproveite para apanhar no chão seus desperdícios
que tanto o impediram de dormir na hora certa.
Alimente-se como quem busca energia para
mudar o mundo. Liberte-se do sono. Na verdade, o domestique.
Ao sair, receba o dia, faça chuva ou sol.
Saiba variar suas fontes de energia.
Continue trilhando seu caminho em busca da felicidade,
que travessa, anda a um passo atrás do nosso.


4 comentários:

  1. Gostei do contraste que você dá às palavras. Uma poesia simples, meio alternativa e diferente, mas bonita!
    "mas sem deichar cair seus sonhos pelo ralo" - Frase sensacional!

    ResponderExcluir
  2. Muito boas as palavras de otimismo, para quem gostaria de ficar dormindo um pouco mais...

    ResponderExcluir
  3. Todas arrasa nas palavras. Como todos os outros, perfeito ;)

    ResponderExcluir