terça-feira, 6 de março de 2012

Maremoto

Eu lia que a a alegria fingia;
Camuflava, mentia a dor que se escondia.
Ria todo dia.
Esquecia a agonia, escondia a euforia.
O que faria se não me enganaria?
Choraria, ou rimaria...